Outras Mídias: Eu Sou o Número Quatro

Título: Eu sou o número quatro

Título original: I Am Number Four

Direção: D.J. Caruso

País de Origem: Estados Unidos

Duração: 110 minutos

 

O filme é uma adaptação do livro homônimo de Pittacus Lore e conta a história de John Smith, um garoto que tem de viver sempre fugindo e mudando de nome. Isso porque um grupo estranho quer vê-lo morto. Três da lista já morreram e ele é o número quatro (okay, não resisti o cliché).

John é um dos nove exilados do planeta Lorien que vieram para a Terra depois que o planeta e todos os seus habitantes foram destruídos. O problema é que John não sabe exatamente porque está por aqui e o relacionamento com seu mentor, Henri, (outro sobrevivente de Lorien destinado a protegê-lo) não é dos melhores. Em meio a brigas constantes, John só quer esquecer essa coisa de legado alienígena e tentar viver uma vida normal na Terra.

Um cliché do tamanho de um bonde, mas que se apresenta bem no filme por conta da caracterização cativante dos personagens. Não só de John  mas também de sua mais nova mais-do-que-amiga Sarah e do colega esquisitinho obcecado por alienígenas, Sam.

As tomadas de câmera com Sarah foram bem sensíveis na minha opinião e me fizeram até gostar da personagem, o que é uma coisa difícil, pois geralmente não tenho paciência com mocinhas. É interessante a metáfora da fotografia que a personagem tem, de ver o mundo por trás das lentes. Sam também foi bem representado, saindo do cliché de garoto relegado. Sam até parece gostar do isolamento.

A trilha sonora é bacana e embala o romance. As cenas de ação vêm na medida certa. Não é um filme parado, mas também não é um Transformers da vida. Só achei os vilões com uma cara meio boba, não sei, acho que eles poderiam ter tido uma representação mais má e menos caricata.

No geral é um bom filme, que utiliza clichés de uma forma envolvente e apresenta um time de atores teen com boas atuações, dentre eles Alex Pettyfer e Diana Agron.

Nâo li o livro, então não posso falar de adaptação, mas fiquei curiosa. Ainda não foi dito se o filme levará pro cinema a sequência dos livros que é The Power of Six (ainda não lançado no Brasil).

Para ler uma boa resenha do livro Eu Sou o Número Quatro clique aqui e aqui.

 

Melissa é escritora, blogueira e fica hiperativa com açúcar. Tem contos publicados em antologias das editoras Draco, Buriti e Cata-vento além de trabalhos independentes na Amazon. É autora do livro infantil A Última Tourada.

http://mundomel.com.br

 

One Response to “Outras Mídias: Eu Sou o Número Quatro”

  1. Oi Mel,
    Obrigada por indicar minha resenha!! rs…
    Achei a adaptação para o cinema bem interessante, embora algumas coisas importantes tenham sido deixadas de fora ou até mesmo modificadas… Mas não tem jeito, né?! É impossível recriar com precisão os detalhes de um livro!
    Beijos
    Camila – Leitora Compulsiva

    Responder

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>