Jogos Vorazes Vol.3 – A Esperança [Mockingjay]

Título em português: A Esperança

Título Original: Mockingjay

Autor: Suzanne Collins

Ano de publicação:
 2010 (no Brasil, 2011)

País de Origem:
 Estados Unidos

Editora:
 Scholastic (Rocco, no Brasil)

Número de páginas:
 390 páginas (a edição brasileira é da Rocco)

E a trilogia Jogos Vorazes chega ao fim com esse volume que é simplesmente fantástico!!! Um fim de série à altura com tudo que o leitor poderia esperar e muito mais! Sinceramente, é difícil dizer qual dos três livros da série é o preferido… A Esperança é um livro que te faz rir, chorar, entrar em desespero, ficar ansioso, sentir alívio, ficar tenso, pensar na vida, refletir sobre coisas importantes do mundo à volta e o principal: não te deixa parar de ler.

Atenção, esse post contém spoilers de Jogos Vorazes e Em Chamas! Mas não escrevi spoilers de A esperança, então fique tranquilo se você não leu o livro final ainda.

A Esperança começa com Katniss tendo que se acostumar à idéia de que seu lar, o Distrito 12, não existe mais. A busca de Katniss pela própria sanidade é um dos grandes temas deste livro que consegue fazer com que o leitor sinta como é se sentir sem rumo, desesperado em meio a uma guerra que você nem sabe direito porque começou. Eu já disse antes que uma das melhores coisas da série são seus personagens extremamente reais e bem desenvolvidos e esse terceiro livro não deixa nada devendo nesse quesito.

Katniss tem que se decidir se será ou não o símbolo da revolução dos distritos, mas seu estado mental não favorece muito uma escolha racional. As pressões, no entanto, estão em cima dela. O governo central de Panem na Capital já a listou como uma espécie de inimiga número um do estado. Os líderes da revolta rebelde dizem que já é hora dos distritos se unirem: é hora da revolução ter seu Mockingjay [Esperança].

Aí temos o problema do título traduzido. Muita gente criticou que a tradução do livro como A Esperança daria ao leitor uma idéia de que tudo daria certo no fim e bla bla bla. O nome original Mockingjay, a cruza do tordo com os pássaros geneticamente modificados pela Capital, faz associação direta com o broche que Katniss usa, com as músicas que ela canta e com a idéia da mensagem de rebelião sendo reproduzida pelos distritos. Mas vamos combinar que em português fica difícil traduzir literalmente. Não vou dizer que gosto do nome A Esperança, mas sinceramente, não consigo pensar numa opção melhor. Alguém aí consegue?

Só posso dizer – a fim de não dar spoiler – que esse livro me deixou muito, muito abalada em algumas partes. Suzanne Collins não tem dó nenhuma de seus personagens, então não se iluda, seu personagem favorito pode morrer a qualquer momento ou sofrer copiosamente sem aviso prévio. Jogos Vorazes não é uma série em que as coisas são conseguidas facilmente, pelo contrário, muitos sacrifícios devem ser feitos e principalmente: ações inesperadas também devem ser tomadas.

Final impressionante numa série impressionante. Com certeza os questionamentos que esse livro apresentou ainda vão me fazer pensar por muito, muito tempo. Se você ainda não leu, vá pra livraria mais próxima AGORA!!!!

Se você já leu A Esperança, então leia meus comentários a respeito de assuntos mais específicos. Alerta, o resto desse post tem spoilers do final de A Esperança.

O que foi aquilo que aconteceu com o Peeta, gente? Eu fiquei tão horrorizada que não consegui nem chorar, de tanto desespero. Me fez pensar muito no que realmente significa ser torturado e quais são as consequências que isso traz não só pra pessoa que sofreu essa violência, mas também para todos que estão em volta dela. Eu sinceramente entendo a reação que a Katniss teve, que foi de se afastar, ela não conseguia ficar perto dele daquela forma, não pensando em tudo que ele já fora um dia. Tudo bem que durante o livro eu tive vontade de bater nela e fazer ela ficar com ele de perto, ajudando, mas é justamente esse tipo de coisa, abalos emocionais, que Katniss não consegue suportar. E não é que Gale tinha razão quando disse à Katniss que agora ele tinha perdido-a para sempre porque ela só gostava de caras sofrendo e que ele jamais conseguiria competir com o tipo de sofrimento que o Peeta estava passando? Cru, mas verdade.

Quanto ao Gale, bem, Gale é o clássico exemplo de alguém que deixa os fins justificarem os meios. E ouso dizer que Katniss seguiria pelo mesmo caminho se não tivesse tido um contato tão próximo com Peeta (que é o idealista mor do livro). Não concordei com as coisas que ele fez durante o livro e acho que ele realmente foi além dos limites éticos, esquecendo que guerra afeta pessoas de verdade. Katniss percebeu isso quando ele e Betee desenvolveram a arma que mataria aqueles que fossem ajudar os feridos, mas não fez nada. Ela também não tentou combater aquilo. E foi justamente isso que matou Prim tempos depois.

E sim, eu acredito que o Presidente Snow estava certo e que foi a Presidente Coin que jogou a bomba nos próprios rebeldes. E a cena em que a Katniss finalmente a mata foi surpreendente pra mim. Foi a primeira vez que ela realmente tomou consciência da manipulação que sofria e fez alguma coisa sobre isso.

As cenas de Katniss no isolamento por ter matado a Presidente foram extremamente fortes, também. Ela planejando sua própria morte por inanição é algo quase insuportável de se ler. Eu achei muito, muito forte mesmo essa parte.

Assim como aquela reunião com a Presidente Coin em que os ex-vitoriosos tinham que decidir se haveria ou não uma última edição dos Jogos Vorazes com os filhos dos poderosos da Capital. Na hora eu me arrepiei toda lendo essa cena porque era um exemplo de vingança pura e simples, era algo horrível que só provava que os rebeldes estavam sendo tão cruéis quanto a Capital! É justamente nessa hora que sabemos quem os personagens realmente são. Peeta rechaça a idéia a na hora, sem nem pensar. Peeta é o único que realmente entende o que a experiência dos Jogos Vorazes pode fazer com uma pessoa e como é difícil se manter são depois de uma coisa dessas e ele pensou nisso antes de ir pros Jogos. A outra a dizer não é Annie, outra que compreendeu, como Peeta, o que aquela experiência realmente significava. Já Esnobaria e Johanna, que já tinham perdido tudo, queriam vingança. E finalmente, o voto de Katniss e Haymitch pelo sim quase foi uma paulada na minha cabeça: por mais que eles achassem que aquilo era horrível, por mais que eles tivessem sofrido e rechaçado – cada um a seu modo – os ideais da Capital, eles não conseguiram deixar suas paixões de lado e seu desejo de vingança. Nossa, essa cena foi pesada. E ela fez com que eu amasse o Peeta pra todo o sempre e sempre!

Essa série mescla o mito de Teseu com ficção científica contemporânea de uma forma primorosa, mas acho que o que mais me chamou a atenção foi mesmo a questão da mídia. A mídia, tanto a mídia da Capital que cegava seus cidadãos com o glamour e escondia a crueldade que existia nos Distritos e nos próprios Jogos Vorazes; tanto a mídia rebelde que usou Katniss para divulgar suas próprias idéias e também esconder a crueldade de que o Distrito 13 abandonou os outros distritos à própria sorte durante décadas. Me fez pensar em como nós também somos manipulados pela mídia hoje, de todos os lados, que tenta nos fazer acreditar em coisas que não são verdade, que incutem ideais na nossa cabeça sem que sejamos capazes de criticar isso. Você acredita no que vê no noticiário? Você acredita em campanhas endossadas pela mídia?

Quanto ao relacionamento Katniss/Peeta… Lágrimas, só lágrimas. Eu achei fantástico o modo como eles foram se aproximando e como Katniss se tornou consciente do amor incondicional de Peeta para depois amá-lo de volta. Sinceramente, eu nunca vi um casal tão incrível numa série. Tudo bem que sou Ron/Hermione até o fim da vida, mas no quesito drama/amores partidos, Peeta e Katniss ganham disparado. A cena final do livro quando Peeta pergunta: “Você me ama. Real ou não?” e Katniss responde “Real” é pra mim uma das coisas mais lindas que já li na vida. Eu chorei horrores. E eu to quase chorando agora só de lembrar.

Quanto ao epílogo, eu gostei muito (achei em algumas partes melhor que o epílogo de Harry Potter, por exemplo. Cara, isso é MUITA coisa) porque achei que colocou em evidência os efeitos da vida de alguém que viveu numa guerra, que foi torturado e perdeu tudo que amava. Apesar de eles terem sido felizes juntos, terem tido filhos e tudo mais, ainda fica aquele quê de tristeza, aquela melancolia eterna da Katniss por ter vivido algo que ela nunca vai superar, por não acreditar totalmente que o mundo vai ser melhor e por não conseguir realmente viver bem com seus filhos com medo de que eles morram. Poxa, isso é muito, muito triste. Eu nem tenho palavras pra descrever o quanto isso é triste.

A impressão que tenho dessa série é que apesar de nada disso ter acontecido, poderia perfeitamente bem acontecer. Entrou pra lista dos favoritos ever.


Melissa é escritora, blogueira e fica hiperativa com açúcar. Tem contos publicados em antologias das editoras Draco, Buriti e Cata-vento além de trabalhos independentes na Amazon. É autora do livro infantil A Última Tourada.

http://mundomel.com.br

 

68 Responses to “Jogos Vorazes Vol.3 – A Esperança [Mockingjay]”

  1. [comentários com spoilers]
    Eu acho que o final da série foi PERFEITA. É aquela coisa: e chorei muito, fiquei desesperada, queria entrar no livro e abraçar os personagens queridos… Então, acho que a Suzanne conseguiu o que queria. E, o mais importante de tudo: teve um final “feliz” (Peeta e Katniss sobreviveram e casaram), mas como você bem disse, todos esses conflitos deixaram marcas. E essas marcas são realmente difíceis de serem apagadas… Então, a gente fica feliz por eles, mas nós sabemos que eles nunca terão um final de conto de fadas. É uma alegria misturada com tristeza, algo difícil de ser explicado. E é por isso que o final é perfeito!
    O primeiro soco no estômago foi a tortura que fizeram com o Peeta. Mas para mim, nada supera, já com o livro quase acabando, o que acontece com a Prim. Eu fiquei em estado de choque. Eu queria jogar o livro na parede.

    E o que mais me deixa fascinada com a série é que tudo isso poderia ser verdade. Não é o que acontece nos reality shows de hoje em dia, como o Big Brother? Se você tem uma história romântica, você fica mais tempo na casa… A gente pode fazer a mesma relação com várias coisas na série!

    Mel, fico MUITO feliz que você tenha lido e adorado Jogos Vorazes. Essa série é brilhante e eu gosto demais dela. Enquanto eu puder, vou fazer propaganda dela!

    Responder
    • Lany, esse livro é fantástico, é uma série inesquecível mesmo e eu agredeço DEMAIS pela propaganda que você, a Ily e a Kakazinha fizeram dele porque foi isso que me pressionou pra ler e UAU foi demais!!!

      Esse livro brinca muito com essa coisa de manipular idéias e pessoas. Se a gente for pensar, todo mundo manipula todo mundo o tempo todo. Inclusive o Peeta!!! Só os motivos dele era os únicos que foram nobres do início ao fim.

      SPOILER VINDO AÍ
      A tortura do Peeta pra mim foi cruel demais. Eu lembro que antes de ele ser resgatado, eu fiquei pensando… Putz, como é que a história vai andar agora sem o Peeta? Quer dizer, ia ser muito fácil se eles fossem lá resgatá-lo… E conhecendo a Suzanne eu imaginei o Peeta morrendo, ou a Katniss sendo sequestrada, alguma coisa drástica… Mas nada, nada mesmo me preparou pra o que aconteceu com ele. Não gosto nem de pensar…

      Responder
      • Yuri Braga

        No termo “tortura” a Suzanne é incrível,gostei do desfecho da série,foi tenso(foi),mas valeu a pena e o livro que mais gostei foi Em Chamas…

        Responder
        • Melissa de Sá

          Yuri,
          Isso é verdade: a Suzanne Collins sabe como torturar seus leitores. Meu livro favorito é “A Esperança” justamente por causa dessa tortura, por não sabermos direito onde a história vai chegar, pelo drama dos personagens…

          Responder
  2. Oi, Mel!
    Em primeiro lugar: adorei a sua resenha! Vc colocou tudo o que eu queria ter colocado qdo fiz o post no meu blog (mas tb, eu falei dos três livros de uma vez, né?)

    Esse foi o meu livro favorito, é mesmo um soco no estômago atrás do outro.

    [SPOILERS, CUIDADO!]
    A morte da Prim me fez querer tacar o livro na parede também. A gente fica sempre pensando: Mas foi justamente para manter a Prim VIVA que a Katniss foi para o jogos? Mas aí, se a Prim tivesse ido em vez da Katniss, teria toda essa revolução?

    A autora foi realmente cruel, mas mto realista também. Por isso gostei tanto da história. Nada de contos de fadas, aqui a gente vai ver sangue e cicatrizes.

    Mto bom!

    Responder
    • Lucy, falar dos três livors da série de uma vez? Que tarefa difícil… Eu normalmente não gosto de colocar spoilers dos livros anteriores nos posts de séries, mas não consegui. Tive que colocar porque se não, não faz sentido comentar!!! Mas fiquei feliz por ter gostado da resenha, ela tá supe emocional. hahaha 🙂

      A Suzanne Collins é mesmo cruel, mas é isso que torna o livro tão incrível, né? E realmente, foi necessário que algo pessoal acontecesse pra acionar o gatilho de algo coletivo… E a gente nunca vai saber se deu certo ou não…

      Responder
  3. Karen Alvares

    Mel, sua resenha tá maravilhosa como sempre! Ela me fez reviver o livro em algumas partes.
    [spoilers]
    Depois que a Prim morreu, eu li o livro como se fosse um borrão. Eu ainda preciso reler, porque eu realmente estava transtornada como a Katniss depois do que aconteceu, Eu só conseguia pensar em como tudo, todo o esforço dela, tinha sido jogado na lata do lixo quando a pessoa mais importante, a pessoa pela qual ela daria a vida, foi morta daquele jeito.
    O final é um soco no estômago, mas não tinha como ser diferente, foi brilhante. Não é um final feliz. É um final real, em que duas pessoas machucadas tentam encontrar a felicidade em pequenas coisas, e tentam viver e serem mais fortes que as suas feridas. Foi perfeito.

    Responder
    • SPOILERS NO COMENTÁRIO

      Mas Kakazinha, eu já imaginava que a Prim ia morrer. Sério mesmo. Não só porque a gente teve uma “previsão” do fato quando teve aquela evacuação no Distrito 13, mas porque se eu estivesse no lugar da Suzanne, eu teria matado a Prim também. Porque ela seria a única morte que traria alguma noção de perda devastadora pra Katniss.

      Eu sei, eu sou ruim. hahahaha

      Eu também achei o final incrível justamente por trazer essa coisa da realidade, sabe. Não é o conto de fadas alegre, é sobre tentar a alegria das pequenas coisas mesmo, como você falou. E eu acho que por isso algumas partes ele é melhor que o epílogo de Harry Potter, porque as marcas da guerra não ficaram tão evidentes no epílogo de HP.

      Responder
  4. Bom, não preciso nem dizer que não li sua resenha, com medo dos spoilers!
    Já tenho os três volumes da série, mas ainda não consegui ler porque, sempre que eu vou começar, chega um livro de parceria para me atrapalhar!! rs… E depois as pessoas acham que parceria só traz coisas boas!!
    Pior é que eu vi o trailer do filme no cinema e só fiquei com mais vontade…
    beijos
    Camis

    Responder
    • Ai Camila, que tenso essa coisa de muitas parcerias, hein? Realmente, é um lado que as pessoas simplesmente não pensam, né? Muita gente acha que só tem coisa boa em receber livro de graça pra resenhar…

      O trailer é maravilhoso, né? Mas tenta ler pelo menos o primeiro livro antes do fim do ano. Eu tenho certeza que você vai gostar!

      bjs

      Responder
  5. Esse ano consegui ter um tempo para ler os livros e, meu deus do céu, não foi tempo perdido at all!
    Muito legal mesmo, emocionante, essa série é boa demais pra ficar escondida, por isso acho que foi bom virar filme. O trailer ficou bem feitinho, espero que o filme também fique.
    Katniss segura bem a barra de ser protagonista, ela é bem complexa e real, mas ela entra pra lista de personagens principais que não são os queridinhos. O Peeta é um dente de leão pra todos os leitores, traz esperança no meio de tantos personagens “maus”, “egoístas”; não sei como alguém pode não gostar dele, sério mesmo, tá no meu top fácil,fácil.
    Fiquei com muita raiva da Katniss quando ela votou pra ter outro Hunger Games, putz, Haymitch tinha razão, ela pode viver mil vidas e ainda não merecer o Peeta. Mesmo assim, eu torcia pelo casal. Eu também sou Rony&Hermione pra sempre, mas esses dois merecem um lugar no meu coração, haha
    Quanto a sua resenha, gostei bastante, achei legal o fato de você mostrar o quanto você se empolgou com o livro. É mais legal ler coisas assim, haha

    Responder
    • Késsia, estou na mesma que você: não consigo entender porque tem gente que não gosta do Peeta! Poxa, ele tem um mega coração. Não entendo porque algumas pessoas insistem em idolatrar gente má e mesquinha quando se tem aí alguns exemplos desprendidos de verdadeiro amor e amizade.

      Katniss é uma das melhores heroínas, como você disse, complexa e real e eu também torci muito pra que ela ficasse com o Peeta. Inclusive torci muito pra que ela amadurecesse e reconhecesse os valores que o Peeta tentava o tempo todo mostrar pra ela.

      Katniss e Peeta pra sempre!!!!

      Que bom que gostou da resenha, espero te ver mais por aqui.:)

      Responder
      • Eu juro que não entendo, como é que ela foi ficar justamente com o cara que tentou matar ela em jogos vorazes tem uma parte ao menos no filme em que ele dá ideia aos outros para esperar até que ela desça da arvore num é?… Eu não sei no livro pq eu vou começar ainda a ler .. mas no filme é assim
        Alguém pode me explicar isso?
        obgd

        Responder
        • Melissa de Sá

          Então, Any, muita coisa acontece entre os dois. Mas a questão é que o Peeta estava fingindo em boa parte do começo dos Jogos Vorazes. Na verdade, ele estava tentando proteger a Katniss. 🙂

          Responder
  6. Sua resenha foi uma das melhores que eu já li, concordo com absolutamente TUDO, sinceramente chorei horrores naquele final o último diálogo, soluçava. Eu sempre ameeei o Peeta desde o começo e ñ gosto de comparações com outras séries, mas a pura verdade é que, como vc disse: no quesito amor e corações partidos ñ há outro casal como o Peeta e a Katniss.
    Gente, esse livro nunca vai sair da minha cabeça. NUNCA
    Acho que sua frase rsume tudo o que eu penso: “A impressão que tenho dessa série é que apesar de nada disso ter acontecido, poderia perfeitamente bem acontecer. Entrou pra lista dos favoritos ever.”

    Resenha maravilhosa!!!
    Bjosss

    Responder
    • Rafa, poxa, que bom que gostou tanto da resenha. Esse livro mexeu muito comigo também. Tem muitas questões interessantes e sei que vou sempre reler.

      E realmente, comparar com outras séries é uma perda de tempo.

      Espero te ver mais por aqui!

      Responder
  7. gente, eu ainda estou no primeiro livro ( a faculdade não me deixou ler antes)
    Mas, sério, me apaixonei pela sério e nem tenho medo spoilers, confesso q até procurei só para saber se Katniss fica com Peeta.Porque senão, eu ia ficar meio chateada.Bom, agora é só ler como essa história linda se desenvolve e além disso, como continua essa história tão bem escrita.

    Responder
    • Luiza,
      Como você conseguiu ler um spoiler dessa série? Eu fugia de spoilers que nem uma louca!
      Essa série é maravilhosa mesmo. São muitas emoções.

      Responder
  8. Nicole Lilian

    Num preciso nem avisar que tem SPOILERS NÉ?
    Olá, nossa finalmente alguém que fez uma resenha que eu concordo eu acabei o livro ontém e tô ainda em estado de choquee ngm aqui em casa leu e eu não posso comentar com ngm, então eu venho pesquisando resenhas na internet e a maioria diz que esse é o pior livro da saga que é mto lento e blá blá , sinceramente? esse foi o melhor livro da sagua , dá pra perceber que a estória desse livro estava na cabeça da autora desde o primeiro porque tudo se encaixa, prim era personagem mais caristica na minha opinião depois do peeta , tê-lo matado traz realmente a dor da guerra para o leitor. Lendo esse livro eu percebi que os dois carregavam bombas para explodir nesse, o amor de katniss e peeta não era só necesssario pro livro ter uma estorinha de amor, mas sim para mostrar como mesmo numa guerra o amor nos torna tão vuneravel, a cena em que a prim faz a kat descobrir em como estão usando o peeta explica isso mto bem. Quando peeta volta e enforca katniss para mim é a cena que mais representa como a guerra pode nos mudar o garoto que no primeiro livro fala: ” se eu vou morrer, quero contuniar sendo eu” foi o mais violentamente manipulado pelo estado e transformavel em uma “mutação”. Outra coisa que me impressionou foi os questionamentos de Katniss com o passar da guerra , se perguntando se aquilo realmente para um bem maior, principalmente na cena em que explodem a noz do distrito dois isso nos faz perguntar em um mundo onde 1 bilhão de pessoas passam fome nós somos o capitol, mas valeria a pena arricar a vida de nossos pais e irmãos para um bem maior? para um mundo justo e com paz? Katniss foi coagida para achar que sim (digo coagida, pois houve mto pressão para ele ser o mockingjay. Mas a verdadeira questão do livro é? quem é o inimigo? Nesse caso o inimigo estava em ambos em lados, mas signifca que sejam ambos os lados, o inimigo é o poder nas mãos das pessoas erradas. O povo de capitol não era o inimigo e por isso não merecia um novo jogos vorazes, assim como não era a população do 13 que só queria lutar pro justiça . O inimigo era oq fez gale e beete criarem aqueles para-quedas que mataram prim e quando katniss percebeu isso , tinha acabar com ele , mas precisamente dar-lhje uma flechada. Muita gente também reclama que o final foi muito aberto que foi mto corrido, do meu ponto de final o final foi perfeito, porque na verdade oq mais importava no livro era o final da guerra e não o final de katniss em si, já que na vida nós não temos um final bem escrito a cada final do dia, a autoria quis dizer que katniss ia simplismente contuniar, ela não poderia continuar com Gale o último dialogo dos dois e os pensamentos dela de que nunca iria esquecer oq ele , deixa isso bem claro, apesar dela sentir saudades na hora da caçada , é muito claro que eles não poderiam mais ficar juntos. E não é como se peeta simplismente se recuperessa e eles tivessem uma linda cena romantica para finalizar porque isso nunca aconteceria, o final feliz dos dois (sem contar o epilogo) está nos pequenas detalhes, como no fato dele simplismente ter ido no 12 em busca dela e depois o beijo.

    Responder
    • Nicole, eu também senti as mesmas coisas que você no livro! Mockinjay também é o meu favorito da série, apesar de ser bastante triste. Não consigo entende porque algumas pessoas não gostaram. Só pode ser aquele povo “viciado” em ação. E realmente, Katniss e Peeta é muito mais do que apenas um casal romântico, é uma mostra do que acontece na guerra.

      Adorei o comentário! Espero te ver por aqui mais vezes! 🙂

      Responder
  9. Eu só não entendi direito como é que a Prim morre. Eu sei que foi por causa das bombas que foram soltas pelo aerodeslizador por ordem da Coin e tudo mas eu tive a impressão que a Katniss estava junto dela quando ela morreu porque ela viu tudo e porque aparece um diálogo dela com a prim pedindo para ela soltá-la. E logo depois aparece que a Prim foi morta. Isso tudo me confundiu. Elas estavam realmente juntas, ou a parte do diálogo é apenas na mente da Katniss depois de presenciar a morte de sua irmã?

    Responder
    • Oi Ana, respondendo à sua pergunta: a Prim e a Katniss estavam mesmo no mesmo lugar. No entanto, a Prim saiu para ajudar os feridos e foi para um local distante, mas que a Katniss conseguia ver ainda. Por isso que quando as bommbas caem a Katniss não é atingida, apesar de ver tudo. Inclusive a Katniss sofre alguns ferimentos por causa dessa explosão. Espero que tenha esclarecido a sua dúvida.

      🙂

      Responder
  10. Nayne Taynah

    Estou acostumada com finais felizes, mas tenho que admitir: esse livro mexeu comigo de um jeito q nenhum outro fez. Adorei o primeiro livro. Resolvi lê-lo depois q assisti o filme, o q me motivou a ler o segundo ( q eu amei) e enfim o terceiro. Eu n esperava o conflito de emoções que senti no ultimo. Terminei de ler ontem e ainda estou sentindo o peso das emoções de Katniss misturadas com as minhas. Peeta é um amor de pessoa…no filme eu ja tinha me apaixonado por ele, mas depois de saber q ele foi torturado e que poderia nunca mais voltar ao que era antes, NOSSA!, eu fiquei sem reação! O choque em mim nao me deixou terminar um trabalho de Faculdade. Esse é o meu mal: eu me envolvo muito nas historias. A morte de Prim me deixou confusa, eu n sabia o que sentir porque esse final foi bastante rapido. Me senti num torpor, numa confusão…principalmente por que Katniss não relata muito o que sente, so que fica zanzando pela mansão como um zumbi. Gostaria muito que o final fosse mais detalhado para ter visto como eles estavam encarando a vida pos-guerra. Não foi facil, claro mas poxa, nem os nomes dos filhos ela mencionou, ou o relacionamento de Haymitch com eles, o nao aparecimento da mae dela. E outra coisa…ela nao relata que Gale aparece pra uma visita pelo menos uma vez em anos. O cara preparou a bomba que matou muitos, alem da irmã dela e ele ainda fica num cargo “extravagante”no distrito 2. Quando terminei o livro fiquei triste. Nao me pareceu certo Katniss ser assombrada pelo resto da vida mas guerra é guerra e pensando melhor, nao imaginaria um final melhor que este, pelo menos foi permitido à ela, alguma Felicidade. Acho que por isso q esse livro ja me marcou. Igual a nenhum outro que ja li. Entre meus Favoritos, CONCERTEZA! So espero que no cinema nao seja tao triste… tomara que esteja em enfase o final feliz de Katniss e Peeta!
    A proposito…adorei sua resenha, MUITO BOA MESMO!. Procurei por muitos blogs uma opinião sobre o livro que se assemelhasse com a minha, pra nao pensar que eu sofri sozinha com o final rsrsrsrs. So me identifiquei com as suas palavras. Beijos ;D

    Responder
    • Poxa, Nayne, que bom que gostou dessa resenha. Esse livro me fez pensar em muita coisa importante e tentei transmitir tudo que pensei nessa resenha, que bom que consegui um bom efeito! 🙂

      Eu não consigo imaginar um final que não seja esse para essa série. Afinal, foi uma guerra muito cruel e eu acho que qualquer pessoa que passe por experiências de guerra/morte/tortura teria uma vida meio “fantasma” depois. È um final sofrido, mas é o final que a série merece.

      bjs e espero ver você mais por aqui! 🙂

      Responder
  11. mu nome é luana tenho 11 anos e sou apaixonada pela saga e pelos livros…minhas primas tem todos eles mais ainda não terminarem de ler quero apenas que me explique o que acontece na morte da prim e tbm quero que responda isso: o peeta morre???(antes que vc pergunte quero muito saber pois ainda não consegui o livro e tenho certeza,outra coisa, se o peeta morrer eu vou pros estados unidos e mato a suzanne igualo marvel matou a rue…kkk)

    Responder
    • luana, se você quer spoilers, aí vão eles. ENTÃO ALERTA AÍ POVO. A Prim morre quando vai socorrer alguns feridos e uma segunda bomba cai no local. O Peeta não morre não, mas fica com sequelas durante toda a vida por conta da tortura que sofreu. Não precisa matar a Suzanne Collins. rs

      Responder
  12. Oiiiii…
    Uma pergunta:
    Quais são as sequelas de Peeta e o que aconteceu com Gale?
    Obrigada *–*

    Responder
    • SPOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOILERS

      O Peeta é torturado durante vários meses pela Capital e fica com sérios problemas psicológicos. Já o Gale vai pro “os fins justificam os meios” e acaba ajudando a implementar o novo governo.

      Responder
  13. Nossa…
    Realmente, Peeta que merece o amor de Katiniss, em minha humilde opinião..rsrsrs
    Obrigada *—*

    Responder
  14. Eu terminei o livro há uns meses atras …. só que eu nao podia comentar com ngm pq as pessoas ao meu redor ainda estavam lendo o livro !!! entao esperei minha mãe terminar de ler pra ter uma segunda opinião … e ela teve a mesma opinião que eu … gostamos muito de todos os livros … até pq esse é o tipo de livro que gostamos de ler … mas confesso que quando a PRIM morre …. sei lá eu fiquei revoltado … pq achei muito vacilo a menina que ela luta desde o primeiro livro morrer daquela forma … mas enfim os livros são muitos bons a história tb muito boa !! Porém o modo que a história terminou com a morte de prim e o “descaso” do gale … me incomoda até agr mesmo já tendo acabado de ler há uns meses !

    Responder
    • Jailson, dá um nervoso mesmo não poder comentar com ninguém, né? Ainda bem que existe internet e a gente pode achar lugares pra comentar.

      Eu fiquei triste quando a Prim morreu, mas achei que foi uma boa escolha narrativa. Afinal, se elas vivessem “felizes para sempre” ia ser um final um tanto fora do contexto do livro.

      Espero te ver mais por aqui. 🙂

      Responder
  15. Oiiii….terminei de ler os livros há um tempo e fiquei muito chocada com a morte de alguns personagens….
    E é ruim porque não tem ninguém para conversar sobre, aí nos sentimos sufocados para comentar hsahushauhs’

    Responder
  16. Nayne Taynah

    Soube de uma musica que Taylor Swift fez para a trilha sonora do filme. Fui dar uma conferida no material e NOSSA! Impossivel nao pensar em Katnees e Peeta quando ouvi. É linda a musica e a letra e bem parecida com a historia.
    Safe & Sound.

    Responder
    • Nayne, sim, a música da Taylor ficou linda mesmo! Tudo a ver com Katniss/Peeta. Dá até pra chorar ouvindo a música… Mas eu sou chorona. rs

      Responder
  17. Gostei muito da crítica e dos cometários. Li os três livros faz pouco tempo e fazia tempo que não lia nada tão viciante. Também gostei muito do terceiro livro, é extremamente realista. O tipo de livro que você acaba de ler, mas ainda fica bastante tempo lembrando. O Peeta é apaixonante, por isso é tão injusto tudo o que acontece com ele, assim como o que acontece com a Prim, que sempre foi tão doce.

    Também me chamou a atenção a amizade entre a Katniss e o Gale, que parecia eterna e se acaba completamente. A mãe da Katniss que simplesmente vai embora. Enquanto que o Haymitch fica com ela. E o amor do Peeta que sobrevive a tudo.

    Tudo isso me lembra muita história que a gente vê na nossa vida. Como você disse: poderia muito bem acontecer…

    Responder
    • Erlane,
      Esses livros são mesmo leituras muito fortes. E nada ali parece despropositado ou fora do lugar. Mesmo que o livro 3 tenha sido bastante triste, não consigo imaginar outro final pra série. Se tudo tivesse dado certo, ficaria totalmente fora do clima e da proposta dos livros anteriores.

      O amor do Peeta é uma das coisas mais lindas do livro mesmo. E a lealdade do Haymitch também.

      🙂

      Responder
  18. Andreza Pascotto

    Eu estou lendo o livro A Esperança.
    Sou uma pessoa mt curiosa e precisa saber se Peeta e Katniss ficariam juntos depois de tudo.
    Este é o melhor spoiler, você conseguiu mostrar certinho, parabens :))
    Quando preciso fazer uma pausa do livro, eu fico imaginando o que pode acontecer e como pode, em 4 dias eu já li os dois primeiro e ja estou na metade do terceiro… Estou mt apaixonada, e assim que terminar vou continuar lendo e lendo s2

    Sou apaixona pelo Peeta, ele é uma graça…

    Responder
  19. Quando li sua resenha compreendi que você, eu e tantas outras pessoas que leram os livros sentimos a mesma coisa… é como se estivéssemos dentro do livro sentindo alegria, frustração, agonia, amor… são tantos os sentimentos…Confesso que li o livro A Esperança em um dia(mais precisamente em um domingo) terminei por volta das 2:00 da manhã e não consegui dormir pensando em como tudo aquilo é real nos dias de hoje: mídia, as guerras, as perdas, “os tordos”… O amor de Katniss e Peeta vem para mostrar que mesmo nas adversidades este sentimento é o que muitas vezes nos salva… Espero que os filmes consigam passar o que sentimos ao ler os livros. Abraços

    Responder
    • Melissa de Sá

      Luciana,

      Como você conseguiu ler esse livro em um dia? Digo, o livro é muito intenso e não me admira que você tenha ficado pensando nele antes de dormir…

      Eu também acredito que em todas as situações ruins que você citou, sempre existe uma esperança de amor e talz.

      Eu gostei bastante do primeiro filme, vamos ver se o segundo continua na mesma vibração.

      abs

      Responder
  20. Comprei o box com os livros na terça feira passada, comecei a ler o primeiro na terça a noite e terminei o último livro de ontem para hoje (domingo para segunda), li o último em um único dia, ou melhor em uma única noite. Não consequi dormir, nem depois que o livro acabou. Nunca um livro mexeu tanto comigo. Ele é triste, doloroso, em especial na votação para os novos jogos, a justificativa do voto da protagonista para mim não tem fundamento algum. Eu fico refletindo sobre as situações extremas pelas quais os personagens passaram, sob influência do governo e da mídia e penso se talvez no mesmo lugar minhas atitudes seriam mais nobres, mas provavelmente não. O livro nos move a questionar a sociedade e lutar por ideais, ao mesmo tempo em que nos pergunta se o nosso objetivo é válido ou se os métodos que usamos para alcançá-los são aceitáveis.
    Eu nunca mais vou esquecer desse livro, me fez sentir mais compaixão por todos que sofrem, quer seja pelas consequências de alguma atitude tomada contra eles (como presos, torturados, refugiados), quer seja pela nossa abstenção em fazer algo que possa ajudá-los (famintos, viciados, loucos).
    Se eu pudesse agradeceria a autora, mas como não posso, agradeço a você pelo seu brilhante texto que expôs basicamente tudo que eu pensei a respeito do livro.
    Obrigada.

    Responder
    • Melissa de Sá

      Cecília,

      Nossa, você é a segunda pessoa que diz que leu o último livro em um dia! Gente, que intensidade, né?

      Eu também fiquei chocada com aquela votação para o recomeço dos jogos. Principalmente com a reação da Katniss. Pra mim foi uma das cenas mais fortes do livro todo. Eu lembro que senti uma coisa bem ruim no estômago, sabe… uma aflição…

      Sim, esse é um dos livros que a gente não esquece. Fico feliz por saber que alguns leitores, como vocês, também refletiram bastante depois dessa leitura.

      Que bom que gostou do meu texto!

      bjs

      Responder
  21. Olá,Mel!!!! Gostaria de fazer uma perguntinha pois ainda estou terminando de ler A Esperança, entao, eu sei que o Finnick morre pq me contaram, mas estou curiosa…. ainda nao cheguei nessa parte…. enta,como ele morre?? E a Annie, como fica? E a Prim, n consegui entender mt bem a morte dela…. poderia me explicar? E oq acontece com o Cinna? Ele morreu mesmo? Beijinhooos *—-*

    Responder
    • Melissa de Sá

      Oi Marcela,

      Nossa, você quer mesmo tantos spoilers? Tem certeza que não quer deixar pra ser uma surpresa? Digo isso porque são mortes muito impactantes e é legal “viver o momento” durante a leitura.

      bjs

      Responder
  22. Andressa Viana

    Nossa, Adorei sua resenha.

    Até porque não li o livro porque estou sem grana mas, sou muito curiosa. Saber tudo adiantado não me afeta pois, cada detalhe que a leitura proporciona não é roubado só nos trás vontade de ler mais.

    Só de saber pelo que entendi, que Katniss ficará com Peeta me deixa feliz, em meio as tristezas claro.

    Só queria saber sobre o Gale, que até em Chamas, não tive apreço profundo.

    Bom, contudo assim que puder vou devorar A esperança e volto para especificar uma opinião mais particular.

    Responder
    • Melissa de Sá

      Andressa, que bom que gostou da resenha. Fico feliz. 🙂

      Então, o Gale acaba mesmo indo por um caminho diferente da Katniss. Ele vai lutar, mas luta de um jeito mais “os fins justificam os meios” e isso afasta os dois.

      Eu também não gosto do Gale, na verdade.

      Volte sim pra comentar o que achou do livro!

      Responder
  23. Eu amo jogos vorazes, ainda não li o terceiro mas não me conti , tive que ler os spoilers , mas ler o livro é muito mais interessante que ler os spoilers! Gosto mto do q vc publica! Katniss/peeta <3 casal perfeito né! bjsssss!

    Responder
    • Melissa de Sá

      Nicole,
      Eu concordo com você: mesmo com spoilers vale a pena ler o livro. E sim, Katniss/Peeta é muito bom mesmo. Adoro o casal.

      Responder
  24. Oi Melissa…eu conheci a saga Jogos Vorazes esse ano, já tinha ouvido falar e confesso que nunca tive muita vontade de ler ou assistir o filme, por causa dessa pegada Crepusculo que o pessoal da divulgação do filme usou. Mas enfim assisti o filme e achei a história muito interessante…esta questão do reality show de horrores…rsrsrs, então depois de ver o filme resolvi ler os livros e me apaixonei pela estória e principalmente pelos personagens…amo o Peeta, faz muitos livros q não vejo um personagem tão real como ele rsrsrsr Amei A Esperança e como vc disse acredito que não teria como ser feito um final mais perfeito…gostaria sim que eles tivessem sido mais felizes, mas a vida não é assim mesmo???? A gente nem sempre tem o que deseja né…Gente tb não acredito q tem gente que não ame o Peeta….eu nunca gostei do Gale sempre achei ele antipático e rancoroso, gostava mais do Finnick do que dele. Adorei a sua resenha mostrou realmente o q eu senti lendo o livro…q aliás estou lendo denovo. Bjs parabens pela resenha vc escreve muito bem!!!

    Responder
    • Melissa de Sá

      Camila, fico feliz que tenha gostado da resenha e que tenha se identificado com o que eu escrevi. Eu também acho que não poderia ter final mais perfeito pra Jogos Vorazes. O livro é tenso e triste, não faria sentido se no final todo mundo ficasse feliz para sempre.

      Responder
  25. Beatriz Morozini

    Oi Melissa,tudo bem? Primeiramente quero dizer que adorei a sua resenha,de todas as que li foi a mais completa. Confesso que não li os livros por falta de tempo,mas assisti os dois filmes e estou louca para ver logo o terceiro pra saber o desenrolar da trama. Como sou uma pessoa muito curiosa e não tive tempo de ler os livros,adoro os spoilers,porque eles me preparam psicologicamente para o que vai acontecer. Então lá vai minha pergunta,gostaria de saber sobre algumas pontas que não ficaram muito bem amarradas nos filmes,como,por exemplo,o que aconteceu com Seneca Crane? Gale trai Katniss? Como termina o presidente Snow? E o distrito 13,estou perdida nesse aspecto.. Aguardo sua resposta,beijos.

    Responder
    • Melissa de Sá

      Oi Beatriz! Que bom que gostou das minhas resenhas. Eu fico realmente feliz. 🙂

      Já que você quer saber mesmo sobre os personagens, vou responder: bem, o Seneca Crane suicidou (ou foi suicidado, já que ele foi trancado num local com as amoras envenenadas). Quanto a Gale, ele não exatamente trai a Katniss, mas eles seguem caminhos diferentes dentro da revolução. O presidente Snow… bem, a rebelião consegue prendê-lo no fim. O Distrito 13 foi destruído pela rebelião que que deu origem aos Jogos Vorazes, mas Katniss e cia descobrem que não foi bem assim. Ele não está totalmente destruído e é por isso que no final de Em Chamas eles estão todos indo pra lá.

      Espero ter respondido suas perguntas, mas leia os livros. Eles valem muito a pena!

      Responder
  26. Camila Karla

    Olá Beatriz…pelo livro não dá p saber depois se Johanna fica boa…nem o Peeta deve ter ficado 100% tb, no livro fica claro que não, não tem como, depois de tudo que eles passaram…Já o Finnick….deu muita dó dele, mas acho que tb não tinha como ele ser salvo não….Não concorda Melissa????
    Leia A Esperança Beatriz, é imperdível!!!!!!!!

    Responder
    • Melissa de Sá

      Camila, também acho que não tinha muito jeito não. O trauma que ele sofreu foi muito grande. O livro é imperdível mesmo!

      Responder
  27. Olá Melissa! Terminei de ler os livros hoje e li a sua resenha, muito boa por sinal! Concordo com quase tudo que voce achou do livro, só em uma questão tive uma opinião divergente da sua, o “sim” da Katniss e do Haymitch. Não entendi esse sim da forma que entendeu, e sim como uma forma de não prolongar mais aquela reunião. A Katniss ao meu ver ja tinha decidido matar a Coin quando ela pensa em tudo, como tinha começado os games, que nada tinha mudado, que eles estavam indo para o mesmo caminho, quando ela pensa nas opções e em todas as coisas que ocorreram, e o Haymitch percebe que ela tinha algo em mente e segue com ela ( tanto que ela fala algo sobre ela perceber agora o quanto eles eram parecidos e o quanto um entendia o outro). Afinal, quando a Coin entrou ela disse que eles teriam que decidir entre outros jogos ou simplesmente matar todo mundo ali ( porque era isso que os rebeldes queriam). Ela votando nao, não haveria os games, mas provavelmente as pessoas seriam assassinadas de qualquer forma.

    Responder
    • Melissa de Sá

      Olá Stefanie, fico feliz que tenha gostado da resenha. Realmente, a sua leitura dessa parte da Katniss e do Haymitch faz sentido também.

      Responder
  28. A trilogia “Jogos Vorazes” surgiu como um meteoro na minha vida. Em pouco tempo, vi os dois filmes e li os três livros. Agora simplesmente não consigo parar de pensar nos inúmeros significados da trilogia. Tem tanto paralelo com nosso mundo, tanta metáfora e tantas críticas, que a cada momento me pego pensando em algo. Terminei de ler ontem “A Esperança” e precisava comentar o livro em algum lugar, pois não conheço ninguém que tenha lido. Assim, achei a sua resenha. Gostei bastante do que você escreveu, embora não tenha ficado tão satisfeita com o final. É o tipo de saga que não cabe um final ” viveram felizes para sempre”, mas tem acontecimentos que eu não gostei. Gostaria de ter sabido mais sobre o sumiço da Effie e a morte do presidente Snow. Na verdade, depois da explosão dos aerodeslizadores eu li tudo tão rápido, que posso ter deixado algo passar, mas achei um pouco corrido sim o final. O que eu achei pior mesmo foi o fim da amizade entre a Katniss e o Gale. Mesmo com tudo o que aconteceu, eles tinham uma amizade forte e ele não poderia ter sumido. Ainda não consegui aceitar essa separação entre eles. Não digo em termos de romance, mas sim de amizade mesmo. Fora isso, foi um livro muito bom. Foi impactante e angustiante para mim, como nenhum outro livro tinha sido até hoje. É o que você disse, a saga nos faz pensar por muito tempo. Jogos Vorazes me marcou para sempre.

    PS: Também sou Rony/Hermione forever!

    Responder
  29. Contém spoilers…

    Cara esse livro com certeza entrou pra minha lista de favoritos, o amor entre a Katniss e o Peeta é incrível. To apaixonada pelo Peeta e tudo que ele faz, mostrando que o amor que ele sente por ela é muito forte. Porque apesar dele querer matar ela, ele no fundo sente que é mentira e ela lutando por ele mesmo com ele querendo matar ela é perfeito. O Gale por outro lado é uma completa decepção pra mim, começando pelo fato dele só ter percebido ela depois que o Peeta disse estar apaixonado e depois com aquela historia de “os fins justificam os meios”, não gostei dele desde o principio e me senti muito feliz por isso no terceiro livro. E todas aquelas mortes, nunca imaginei nem metade desses personagens mortos. Realmente me surpreendeu!

    Responder
    • Melissa de Sá

      Jéssica, compartilho dos seus sentimentos em relação a Peeta e Gale. Esse livro também é um dos meus favoritos, acho que ele consegue surpreender a gente de uma forma incrível. Eu nunca imaginei metade das coisas que aconteceram. Os personagens são extremamente cativantes. “A Esperança” é um daqueles livros que eu nunca vou esquecer…

      Responder

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>