Dimensões.BR Vol.2 – Contos de literatura fantástica no Brasil

Título: Dimensões.BR Vol.2 – Contos de literatura fantástica no Brasil

Autor: vários

Organizador da antologia: Fernando Heinrich

Ano de Publicação: 2012

País de Origem: Brasil

Editora: Andross – 126 páginas

Nessa antologia de contos lanaçada no mês passado, temos contos passados em terras brasileiras com uma boa veia fantástica. E tem abordagem pra tudo quanto é gosto: contos inspirados no folclore, em lendas urbanas, contos de comédia, de terror, de aventura. Uma salada fantástica que vai agradar os fãs do gênero e uma boa pedida para quem quer uma leitura rápida para conhecer autores nacionais.

Eu já tinha anunciado aqui a minha curiosidade com esse volume. Acho muito bacana que autores brasileiros tenham a oportunidade de escrever nesse gênero que só agora tem ganhado mais apoio por aqui. E coletâneas de contos são sempre uma chance de conhecer autores novos com potencial. No Dimensões.BR Vol.2 são ao todo 19 contos de 18 autores diferentes em contos que exploram os aspectos mais fantásticos do nosso país. Literalmente.


Das antologias publicacadas pela Andross esse ano que eu li, essa foi até agora a que teve mais qualidade. A maioria dos contos vai de bom a excelente, com alguns contos regulares e outros ruins. No geral os contos são mais curtinhos, de duas a três páginas, ou seja, leituras que vão direto ao ponto. Outra característica do volume é a variedade de gêneros, mas que em sua grande maioria guardam alguma coisinha de humor. Vou destacar os que mais me chamaram atenção:

“A Mulher do Padre”, de Carla Dalmolin, reconta a famosa lenda brasileira da mula-sem-cabeça. Já Kelly Rufino nos deixa um tanto tontos e um pouquinho assustados num ritual indígena misterioso em “Andira: O Senhor dos Agouros Tristes”. “O Malasombro Sem Alça” é outro conto que reconta uma famosa história do Brasil, a botija do vigário, pela letra de Lailton Araújo.

“Mistério e Morte na Encruzilhada”, de Gustavo Aquino dos Reis, cria uma mistura de história de assombração e contexto jagunço enquanto Ceres Marcon nos assusta com uma dramática história de lobisomem em “Lembranças de Sangue”. O. A. Secatto mistura Brasil e império antigo do Peru numa história de ação e iniciação em “O Despertar de Eyka”. Em “A Verdadeira Origem dos Sacis”, J.B. Alves recria de uma forma bastante criativa esse personagem que é símbolo do folclore brasileiro.

Karen Alvares mais uma vez nos presenteia com um conto muitíssimo envolvente com “As Bananeiras Têm Olhos” dessa vez explorando lendas e figuras do nosso folclore. Já Carmelo Ribeiro mistura sobrenatural e regional em “Quando Eu Quis Consertar o Mundo”.

Emfim, são esses os nomes que pra mim mereceram destaque na antologia por terem produzido histórias bem escritas e criativas.

E mais uma vez a edição da Andross foi linda, muito bem cuidada, com uma capa bem feita e fonte confortável de ler. Para quem gosta de fantástico, vale a pena dar uma olhada nesse volume.


Melissa é escritora, blogueira e fica hiperativa com açúcar. Tem contos publicados em antologias das editoras Draco, Buriti e Cata-vento além de trabalhos independentes na Amazon. É autora do livro infantil A Última Tourada.

http://mundomel.com.br

 

3 Responses to “Dimensões.BR Vol.2 – Contos de literatura fantástica no Brasil”

  1. Karen Alvares

    Como assim ainda não comentei por aqui?! rs
    Mel, adorei a resenha. Fiquei muito feliz que gostou do meu conto. Esse livro me traz boas lembranças, entre elas ter conhecido você no nosso primeiro lançamento! 🙂
    Beijão, moça!

    Responder
    • Melissa de Sá

      Você ainda não tinha comentado? Olha só… Esse livro é bem legal e eu gostei muito do seu conto. E sim, foi quando a gente se conheceu! Super mágico!

      bjs

      Responder

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>