Qual seu livro de fantasia favorito? – Resultado e reflexões

Em abril, eu perguntei:

Qual o seu livro de fantasia favorito? Por quê?

Seis meses e algumas dezenas de comentários depois, cá estou eu para dizer o resultado e (por que não?) refletir um pouquinho sobre o assunto.

Vale dizer que algumas pessoas citaram vários livros (a maioria esmagadora de alta fantasia) e mesmo quando apontavam o super favorito, deixaram registrado também outros favoritos queridos. A maioria dos “porques” foi dada dando exemplos bastante pessoais, junto com histórias sobre amor à leitura, engajamento com livros e etc.

Vale dizer que com essa pergunta, minha ideia não era a de eleger o melhor livro de fantasia de todos os tempos, nem de dizer que uma coisa é melhor que a outra, mas sim conhecer um pouco mais de vocês, leitores aqui do Livros de Fantasia, e saber o que se passa na cabeça de vocês em relação ao assunto.

Vamos ao livro mais comentado?

TAMBORES!!!!!!!!!!!!!!

E o mais favorito dos leitores por aqui é….

O Senhor dos Anéis!

Não, o resultado não me surpreendeu. Eu já imaginava. Afinal, sem O Senhor dos Anéis não estaríamos hoje nesse sábado à noite escrevendo/lendo sobre fantasia. Tolkien praticamente criou a alta fantasia como a conhecemos hoje. Sem exageros. Acho mais do que natural que a maioria dos leitores desse gênero o tenham como grande favorito. Isso porque apesar de todo aquele aspecto descritivo, Tolkien criou uma excelente trama, bons personagens e, principalmente, um imaginário que saiu de seus livros para invadir a cultura popular. Sinceramente, uma pessoa que nunca ouviu falar de O Senhor dos Anéis, seja o livro ou o filme, é uma alienada total. Convenhamos. Inclusive, pra se dizer fã de alta fantasia tem que ler esse livro. Pode até não gostar, mas tem que ler. * momento radical on *


O segundo mais citado, foi Harry Potter. hahahahaha O que também não me surpreendeu. Até porque Harry Potter é a série de fantasia mais famosa do mundo, quer queiram quer não. Harry Potter é um exemplo de  baixa fantasia (não, Hogwarts está na Escócia, em nosso mundo, e apesar dos trouxas não poderem ver a escola, ela está lá então não é outro mundo. Sendo assim, não é alta fantasia). Esse subgênero da fantasia tem se tornado bem popular nas últimas décadas, com exemplos como Neil Gaiman e Stephen King. E recentemente, rolou um derivado da baixa fantasia chamado romance sobrenatural (Crepúsculo, Dezesseis Luas, Academia de Vampiros) que muito deve à série de Rowling (de um modo estranho, mas deve). Pra mim, Harry Potter é a obra prima da baixa fantasia, numa execução perfeita ao longo de sete volumes. Quem não leu Harry Potter também não existe pra mim. Como assim, gente, sério?

O terceiro lugar ficou com As Crônicas de Gelo e Fogo, como eu também já esperava. A série de Martin vem sendo definida como o anti-Senhor dos Aneis o que até certo ponto é mesmo verdade. O objetivo de Martin é criar uma série de alta fantasia com um apelo incrivelmente realista. O que eu não suporto mesmo é a comparação entre os dois autores e a celebração de Martin como melhor que Tolkien. Pra mim isso é de uma idiotice sem tamanho, visto a escrita dos dois é completamente diferente bem como suas propostas literárias. Tolkien escreveu uma história de homens nobres, honrados e comprometidos fazendo grandes coisas enquanto que Martin escreve uma trama política de pessoas seguindo seus próprios interesses pessoais. Nada podia ser mais diferente. Pessoalmente, gosto da série de Martin e apesar de ele exagerar às vezes, cumpre muito bem aquilo que se propõe. Bobagem ficar bradando que ele é melhor que Tolkien.

Outros livros citados como favoritos: Crônicas de Dragonlace, O Segredo da Plataforma 13, a série Mundo de Tinta, livros do Neil Gaiman, a série A Torre Negra, O Hobbit, a série Crônica do Matador do Rei, A História Sem Fim e a série Earthsea.

Enfim, não quis falar de números, pois a amostra de dados não foi assim tão expressiva pra brincarmos de estatística. rs Além do mais, o objetivo foi mesmo uma boa conversa. Não deixem de comentar nesse post para estender nosso dedo de prosa.

Ah, qual é o meu livro de fantasia favorito? Ah, eu estaria mentindo horrivelmente se dissesse que não é Harry Potter e as Relíquias da Morte




Melissa é escritora, blogueira e fica hiperativa com açúcar. Tem contos publicados em antologias das editoras Draco, Buriti e Cata-vento além de trabalhos independentes na Amazon. É autora do livro infantil A Última Tourada.

http://mundomel.com.br

 

11 Responses to “Qual seu livro de fantasia favorito? – Resultado e reflexões”

  1. Jacó Galtran

    Eu votei em “Crônicas de Dragonlance”. Acabei não mencionando meus outros favoritos. Os três primeiros da lista também possuem meu respeito e admiração, particularmente as Crônicas de Gelo e Fogo.

    Há muitos outros que poderiam ser incluídos, tais como “As Crônicas do Matador do Rei” e a “trilogia Goldshine”, do brasileiro e injustamente subestimado Leandro Reis.

    Por fim, meu romance ainda não publicado “Rainhas em Guerra” estará (espero!) um dia também citado como um dos melhores romances de todos os tempos.

    Abraço.

    Responder
  2. Eu citei, com certeza, A História Sem Fim e a série Earthsea. Não sei se também O Senhor dos Anéis. Ah, Jacó, tenho certeza de que todos nós ainda seremos lembrados pelo menos pelos leitores brasileiros de Alta Fantasia!

    Responder
  3. Estou curiosa… quando eu estudei coisas sobre fantasia e tal, usei muito os termos em inglês e tal (porque foram as fontes que “me deram”). Me explica isso de baixa fantasia ou alta fantasia? Acho super legais essas definições!

    Responder
    • Melissa de Sá

      Então Mariana, é o seguinte: alta fantasia (high fantasy) é quando um mundo inteiramente novo (que não tem relação com o nosso) é criado. A Terra Média é um mundo à parte, por exemplo. Não existe nenhuma referência ao nosso mundo nos livros de Tolkien. Já baixa fantasia (low fantasy) é quando nosso mundo e o mundo de fantasia se misturam. Por exemplo, em Harry Potter. O mundo dos bruxos e dos trouxas co-existem. Claro que algumas obras criam situações que fogem da categorização. Um exemplo é Crônicas de Nárnia em que há um portal no nosso mundo para o outro mundo. Outro ainda é A Torre Negra, em que os mundos são universos paralelos que se influenciam.

      Espero ter ajudado. 🙂

      Responder
      • muito!! obrigada pela resposta! Por acaso vc indicaria alguma coisa pra ler sobre isso? interesso muito! hehehehe (é q a única coisa q eu tinha lido era a definição de fantástico do todorov, mas é mais “genérica” do q isso q vc falou, aí sinto falta de algo mais específico)

        Responder
  4. Oi, Mel.
    Acho que o resultado já era mesmo esperado!
    É difícil pensar em livros de fantasia e não pensar no Senhor dos Anéis!! Já li vários outros livros de fantasia, mas o mundo criado por Tolkien sempre me vem à mente!! rs…
    beijos
    Camis

    Responder
  5. Eu fui uma que votou em O Senhor dos Anéis. Impossível não citar, porque, além de ser uma obra tão importante para a fantasia, foi um livro que realmente mudou minha vida! Por causa dele fui jogar RPG, por causa dele comecei a escrever, enfim… amor eterno XD.

    Eu também falei de A História sem Fim. Esse livro é lindo e me emocionou muito. Eu recomendo para todo mundo que ama fantasia e que ama escrever e criar.

    Gostei do que você falou sobre o Martin e o Tolkien, Melissa. Não suporto toda essa comparaçãozinha rasa. Cada um tem uma proposta diferente, e quem diz que um é melhor que outro geralmente se baseia em gosto pessoal e ponto.

    Responder
  6. Eu gosto muito da coleção As chaves do Reino – Garth Nix. Recomendo. Ultimamente comprei a versão digital do livro Pentagrama da Editora Biblioteca 24 horas. Achei o titulo interessante, já estou no quinto capitulo e realmente acho que é uma boa historia.

    Responder
  7. Anna Carolina Rocha

    Concordo com os 3 mais cotados, são obras muito boas. Além desses “clássicos da fantasia” (acho que merecem esse título), também gosto muito das Crônicas do Mundo Emerso, que é da autora italiana Licia Troisi. Essa é a primeira trilogia que ela escreveu, depois veio as Guerras do Mundo Emerso e as Lendas do Mundo Emerso, que fecham a história do lugar. Ela explora bastante a dualidade entre bem e mal que existe dentro de cada um de nós, acho o máximo! Super recomendo! Adoro o blog!

    Responder
    • Melissa de Sá

      Anna, eu adoro a série da Lícia Troisi! 🙂 E gosto mais da segunda, Guerras do Mundo Emerso. Tem resenha aqui no blog.

      Obrigada por curtir o blog. Espero te ver mais por aqui.

      Responder

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>