5 coisas fantásticas que descobri em 2013

Fim de ano é tempo de fazermos nossas promessas literárias: aquela lista de livros para ler, aquela jura de que não vamos mais comprar livros porque já temos uma pilha enorme em casa, aquela ideia de que seremos sensatos e não faremos objetivos absurdos. rs

Mas eu sempre achei que uma das melhores coisas do último dia do ano é justamente olhar para trás e vermos o que passou. No caso da vida literária, é rever o que lemos de bom, os livros e séries que descobrimos. E no último Top 5 do ano, eu quero falar pra você as 5 coisas fantásticas que descobri em 2013 entre livros, filmes e séries.

Porque não tem nada melhor do que descobrir novas paixões na fantasia e na ficção científica.

1. Doctor Who

Eu já conhecia Doctor Who, claro. Já tinha ouvido falar, já tinha sido formalmente apresentada aos dois primeiros episódios da série por uma grande amiga. Mas foi em 2013, num dia em que eu estava estressada e precisava desesperadamente relaxar, que cliquei no link pra série no Netflix e desde então estou assistindo todas as temporadas loucamente.

Sim, foi em 2013 que me apaixonei pelo Doutor (principalmente pelo número 10. O número 11 é um gato, mas o 10 é insano e eu gosto mais dos insanos que usam óculos) e pelos roteiros mais loucos de toda a história das séries de TV. Viagens loucas no tempo, paradoxos, humor britânico. Doctor Who tem pra sempre um lugar no meu coração e entre minhas séries favoritas.

Está pensando em assistir? Então leia o Top 5 coisas que você precisa saber antes de assistir Doctor Who.

2. Contos em formato ebook

Num ano em que tive pouco tempo para ler, descobrir os contos em formato ebook e começar a lê-los de uma forma frequente foi um grande alívio. Muitas das melhores leituras do meu ano foram de contos e muitos deles eram ebooks vendidos separadamente. Leituras de qualidade, mas rápidas, de fácil acesso e que eu podia levar para qualquer lugar.

A série Contos do Dragão da editora Draco tem vários títulos de contos em book e é uma ótima opção pra quem quer começar.

Ler ebooks de contos também foi uma ótima forma para conhecer autores nacionais de qualidade: além de autores como Ana Lúcia Merege, Liége Báccaro Toledo, Karen Alvares e Jacó Galtran, que são escritores que eu já acompanhava, passei a conhecer o trabalho de Roberta Spindler e Lídia Zuin, autoras das quais gostei muito. E tenho outros na lista para conhecer. Ler contos é uma ótima forma de conhecer novos autores!

Para ler os contos que resenhei aqui no blog, clique aqui.

3. Arquivo X

E também foi em 2013 que comecei a assistir essa série clássica da ficção científica. Finalmente pude conhecer de perto Mulder e Scully, os agentes do FBI mais pops de todo o gênero. Superei meu medinho de aliens e até comecei a torcer para que mais episódios da conspiração governamental para esconder alienígenas da população aparecessem.

Assistir essa série, também teve um apelo emocional legal. Assisti todos os episódios com meu marido e nos divertíamos horrores xingando o Mulder (porque tem hora que dá vontade de bater nele) e imitando a Scully (porque ela é demais). Também morríamos de susto com alguns episódios e torcíamos loucamente em outros. Os vizinhos devem achar que somos malucos agora.

Tem uma resenha bem legal de Arquivo X aqui no blog, que foi escrita pelo meu marido no aniversário de 20 anos da série. Clique aqui para ler.

4. Once Upon a Time

Adoro versões para contos de fada e essa série ganhou meu coração logo de cara. Sem falar que a estrutura em flashbacks é uma das minhas favoritas e é usada horrores nessa série. Os personagens são cativantes, enfim, tudo é bem feito e bem dosado no roteiro.

Assisti as duas primeiras temporadas em poucas semanas e personagens como Regina e Hook ganharam meu coração (é, eu meio que gosto dos vilões). Só agora me dei conta que nunca comentei da série aqui no blog. Shame on me. Vou providenciar isso pra 2014 urgente.

5. Outras formas de contar histórias

Eu sou uma fã incondicional das palavras e também da linguagem cinematográfica, mas nesse ano descobri que existem outras formas de contar histórias e que uma muito especial é a dança. Comecei a fazer aulas de ballet clássico ano passado, mas só em 2013 consegui realmente me conectar com essa arte e entender que ela conta histórias.

A dança dos Flocos de Neve, do ballet O Quebra-Nozes. Washington Ballet.

Muitos dos grandes ballets de repertório são na verdade histórias de fantasia, com magia, batalhas e mistérios! Sem dizer uma palavra, o espectador é levado até elas, apenas embalado pela música e pela expressão corporal dos bailarinos. E o efeito é fantástico!

Já comentei sobre dois deles aqui: O Lago dos Cisnes e O Quebra-Nozes.

.

Essas foram minhas descobertas fantásticas de 2013. E a de vocês? Não deixem de comentar!

Desejo a todos os leitores desse blog um ano cheio de muita leitura, magia e sonhos!!!

Melissa é escritora, blogueira e fica hiperativa com açúcar. Tem contos publicados em antologias das editoras Draco, Buriti e Cata-vento além de trabalhos independentes na Amazon. É autora do livro infantil A Última Tourada.

http://mundomel.com.br

 

9 Responses to “5 coisas fantásticas que descobri em 2013”

  1. Ah, que legal! Também descobri Doctor Who e Once Upon a Time neste ano e adorei! E concordo com o item 02, estou descobrindo. Um feliz 2014!

    Responder
  2. Também conheci Doctor Who esse ano. É uma das minhas série preferidas. Doctor Who é fantástico. A propósito, site legal.

    Responder
    • Melissa de Sá

      Moacir,
      É fantástico mesmo! Uma das melhores séries.
      Fico feliz que tenha gostado do site. Espero te ver mais por aqui.

      Responder

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>