Alameda dos Pesadelos

Título: Alameda dos Pesadelos

Autora: Karen Alvares

Ano de publicação: 2014

País de Origem: Brasil

Editora: Cata-vento

 

Saudações, queridos leitores do Livros de Fantasia! Hoje estou de volta ao blog para resenhar uma obra brasuca que, inclusive, figurou em um post de expectativas da Melissa aqui no blog.Estou falando de Alameda dos Pesadelos, da Karen Alvares (obs.: estou devendo uma porção de resenhas de uma porção de livros legais, mas como esse é o primeiro romance da Karen, achei que ela merecia uma “resenha comemorativa”, certo?).  Conheci o trabalho da Karen lendo Noites Negras de Natal e outras histórias, uma parceria dela com a Melissa de Sá, dona desse blog lindo. Se você leram a resenha, devem se lembrar  da minha empolgação com ele e de como eu fiquei impressionada com a qualidade da escrita das meninas. Então, quando fiquei sabendo que a Karen lançaria um romance pela Editora Cata-Vento, fiquei extremamente feliz e curiosa,  afinal, eu já conhecia o trabalho dela por meio de seus contos e estava ansiosa para saber como ela se sairia em um romance. Sendo assim, minhas expectativas para Alameda dos Pesadelos estavam lá em cima.E então, querem saber se elas foram atendidas?

Em uma palavra, SIM.

Mas antes de derramar nesse post toda a minha emoção com o livro, vou tentar ser um pouco mais técnica :).

Alameda dos Pesadelos é um livro narrado em primeira pessoa pela Vívian, uma personagem que poderia, facilmente, ser qualquer um de nós. Vívian é uma mulher marcada por diversos acontecimentos negativos em sua vida e parece viver em função de seu filho, Lucas, e seu pai, Caetano. Sobrevivendo em meio ao estresse de uma cidade grande como São Paulo, nós percebemos que existem poucos momentos de genuína alegria na rotina sufocante da personagem. É legal como essa ambientação fez toda a diferença para construir um verdadeiro clima de tensão, de se estar sobrecarregado – física e mentalmente.

Pois é, não bastasse isso, as coisas só pioram quando Vívian, no meio de um passeio no shopping com seu filho, vislumbra uma pessoa que  jamais gostaria de rever: Gabriel, seu ex-namorado. A partir daí, Vivían passa a ser perseguida por esse verdadeiro fantasma de seu passado. Gabriel está atrás dela, e parece querer vingança por ter sido deixado para trás.

Sobre o enredo, não digo mais. Ele se desenrola de forma muito fluida, com uma narrativa bem ágil e cativante. Para vocês terem uma noção, consegui ler Alameda dos Pesadelos em um dia. A Karen foi muito feliz na escolha das palavras e no foco narrativo, pois creio que a história não teria funcionado da mesma forma na terceira pessoa.

Mas, além de tudo isso, tenho que dizer o quanto me emocionei. Eu esperava um livro de terror, carregado de tensão psicológica e de acontecimentos macabros. A gente tem tudo isso em Alameda dos Pesadelos? Tem, mas a história vai muito, muito além. Existe uma narrativa extremamente emocionante e espiritual nas páginas do livro, uma fábula sobre redenção, perdão e sobre como as coisas muitas vezes não são aquilo que imaginamos. Diria que Alameda dos Pesadelos é um livro que nos faz pensar, que toca, que realmente nos passa uma mensagem sem ser didático ou forçado.

Eu chorei muito, muito, lendo esse livro. Aliás, tenho consciência de que essa resenha está super subjetiva, mas tomem isso como uma confirmação de que a escrita da Karen é extremamente eficiente. O livro não é longo e, logo no começo, em pouquíssimas páginas a autora foi capaz de me envolver com o drama da personagem principal. Tanto que no primeiro grande clímax/reviravolta da história, eu fui pega de surpresa e já fiquei extremamente emocionada.  A partir daí, foram só sentimentos à flor da pele: torci, me angustiei, sorri, chorei (de novo), me arrepiei, e tudo mais que você possa imaginar. Estou arrepiada de novo escrevendo essa resenha.

Gostaria de falar mais sobre minhas reflexões ao final do livro, sobre a forma como a história lida com a questão das perspectivas, do bem e do mal dentro das pessoas, da questão ação/consequência, mas não quero me alongar demais para não dar spoilers. O que posso dizer é que Alameda dos Pesadelos proporciona uma avalanche de sentimentos e que me peguei pensando sobre a história por dias e dias.

Portanto, pessoal, o que eu tenho a dizer é que sim, eu recomendo essa leitura, MUITO. Alameda dos Pesadelos é um livro maravilhoso, e mais uma prova de como temos pessoas talentosas escrevendo nesse país.

(P.S. O livro está disponível também na Amazon! E no site da Editora, que infelizmente parece estar fora do ar :(. Você também pode adquirir diretamente com a Karen, mandando um e-mail para ela nesse endereço: kvs.alvares@gmail.com). LEIAM!!!

 

21 Responses to “Alameda dos Pesadelos”

  1. Liège posso falar que depois dessa resenha quem tá chorando aqui sou eu? Que texto mais lindo e sensível e… Não tenho palavras a não ser muito, muito obrigada por essa resenha incrivel! Fico muito muito feliz que você tenha gostado tanto da leitura porque sua opinião é extremamente importante pra mim. Você é uma resenhista competente e uma escritora exemplar, então muito muito obrigada! Você fez uma leitura perfeita do livro, exatamente como eu tentei passá lo. E saber que você se emocionou assim… enfim tudo o que você disse fez meu dia e eu tô doida de feliz aqui! ♥

    Responder
    • Liége Báccaro Toledo

      Karen, nós é que temos que agradecer você por ter escrito um livro tão lindo. Pode ter certeza que a resenha apenas refletiu o que estava escrito nas páginas dele. Eu agradeço muito pela sua confiança naquilo que eu faço também, viu.

      Eu espero, de coração, que essa resenha leve as pessoas a conhecerem o seu trabalho e essa história. Porque eu sinceramente acho que todo mundo devia ler. A mensagem dele é pra vida. :´)

      Responder
  2. Melissa de Sá

    Liége, a sua resenha foi perfeita! Nossa, passou tudo que eu também senti quando li Alameda pela primeira vez.

    É um livro que possui vários níveis, que nos faz pensar em várias coisas. Eu me emocionei muito com ele também, principalmente na parte do Joshua. E a Karen sabe nos levar pra junto dos personagens como ninguém. Eu me envolvi completamente com todos. Mal vejo a hora de reler. 🙂

    Responder
    • Foi perfeita mesmo a resenha, ainda tô babando total nela! hahahahaha xD
      Grande parte do livro ser o que é, é devido a você, Mel, e à Nik! Obrigada! <3
      Tá para chegar nova remessa de livros, aí vou enviar pra você.

      Responder
    • Nossa, a parte do Joshua… me arrepio inteira só de lembrar.

      Mas esse livro… foi pura emoção mesmo. Essas cenas todas tiveram um impacto muito especial em mim. A Karen realmente me pegou de jeito, Melissa.

      Responder
  3. Adorei a resenha!! ^_^

    Apesar de me sentir um pouco tensa com aqueles olhos da capa, fiquei super curiosa quanto a história XD (pode parecer esquisito, mas quando mais nova, tive pesadelos com olhos flutuando como os que aparecem na capa).

    Talvez eu fiquei olhando para as janelas se algo barulho ocorrer enquanto leio, mas mesmo assim quero ler o livro.

    Vou adicioná-lo no Skoob e, tão logo acerte minha situação (estou mudando de cidade), vou atrás do livro o/

    Parabéns à Karen pelo lançamento do livro!!

    Responder
    • Gisele, mas pode ficar tranquila! Apesar da capa passar bem a sensação de algumas partes do livro, não há nada em específico quanto aos olhos, viu? Outra coisa, o livro provoca muito mais tensão e angústia do que aquele medo desesperador. E depois de um tempo, sentimos mais emoção mesmo. Sério. É uma história bastante espiritual e com uma mensagem muito, muito bonita. Te digo que vale muito a pena.

      Responder
  4. Gizeli Regina Meister

    Por conta do nome e da capa, quase nem li a resenha, porque pensei que fosse de terror, e não queria ficar com medo. Mas ainda bem que li, porque a história parece ir por outro lado. A história parece envolver um monte de assuntos, e fiquei curiosa para saber como a autora conseguiu juntar tudo.

    Responder
    • Liége Báccaro Toledo

      Gizeli, o livro tem momentos assustadores, mas eu que sou super medrosa não fiquei apavorada. Eu diria que Alameda dos Pesadelos é um livro muito espiritual. Tudo que lida com o desconhecido e com os “outros lados” do mundo pode nos deixar tensa, mas o livro tem uma mensagem extremamente linda e a Karen for muito sensível e coerente ao juntar todos esses aspectos no livro dela. Eu recomendo demais! Me emocionei de verdade lendo Alameda.

      Responder
  5. ELIZABETH MACHADO SALLES

    fiquei empolgadíssima com a história. principalmente depois que li a resenha. Uma trama super envolvente e caprichada. É o que necessito nesse momento. Beijos.

    Responder
  6. Michely Reis

    Oiii
    eh confesso que fiquei aterrorizada com aquela capa…minha nossa…eu já sou muito medrosa..odeiooo filme de terroor ksksk
    mas as resenhas que li sobre ele parece que o livro é surpreendente mesmooo eiiim uhsuahsuauhsua…
    fiqueii coom curiiosidade de ler eiiimm
    e parabéns a Karen que venha mais sucessos por aii
    beiijjooos*–*

    Responder
  7. Michely Reis

    Oiii
    eh confesso que fiquei aterrorizada com aquela capa…minha nossa…eu já sou muito medrosa..odeiooo filme de terroor ksksk
    mas as resenhas que li sobre ele parece que o livro é surpreendente mesmooo eiiim uhsuahsuauhsua…
    fiqueii coom curiiosidade de ler eiiimm
    e parabéns a Karen que venha mais sucessos por aii
    beiijjooos*–*

    Responder
  8. Fico super feliz quando vejo alguém fala bem de uma autora brasileira. É tão ruim ver os nossos talentos deixados de lado em prol de uma literatura estrangeira tão repetitiva.
    Sobre a resenha confesso que gostei do que li, de certo modo foi bem direcionado, e nada imparcial. Mais fazer o que né?! Se gostamos de um livro é claro que vamos falar apenas bem dele!
    Gosto de livros onde o enredo envolva mistério e tensão psicológica e se realmente se encontra isso no livro, tenho certeza que irei adorar essa leitura.

    Responder
  9. Carmen Aparecida Silva de Sá

    Achei a leitura simplesmente maravilhosa! Li praticamente em uma noite.
    Acredito que há várias maneiras de encontrarmos o nosso verdadeiro eu.
    O que fazemos de nós mesmos?
    Este livro nos leva a refletir sobre isso de uma forma envolvente, emocionante, aterrorizante e reveladora.
    Passamos a vida nos preocupando com tantos “nadas”, que nem percebemos que a cada dia que passa ,podemos estar nos tornando escravos dos nossos próprios erros.

    Responder

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>