A Torre Acima do Véu

A Torre Acima do Véu é uma distopia que mostra um mundo destruído por uma névoa misteriosa. Somente no alto dos arranha-céus das maiores megalópoles do mundo os humanos foram capazes de sobreviver. Em Rio-Aires, a Torre e seus controladores são quem protegem a todos. Mas as as ações da Torre podem não ser tão altruístas assim.

Título: A Torre Acima do Véu
Autor: Roberta Spindler
Ano de publicação: 2014
País de Origem: Brasil
Editora: Giz Editorial
Número de páginas: 272

Mesmo com algumas ações apressadas e alguns personagens não tão bem desenvolvidos quanto eu gostaria, o livro tem um clima de ação e aventura num mundo distópico extremamente interessante.

A protagonista é Beca, uma saltadora, ou seja, uma garota com habilidades fora do normal em relação ao equilíbrio. Sim, depois da névoa várias crianças nasceram com habilidades especiais. Beca usa as suas para realizar missões junto com seu pai e irmão que envolvem resgatar cargas ou objetos preciosos dos andares inferiores de edifícios, se arriscando pertinho da névoa.

Sim, a névoa é perigosa. Tocá-la é como encostar em veneno. Existem monstros lá embaixo. As pessoas que sobreviveram ao contato inicial se tornaram seres mutantes que sequestram as pessoas de Nova Superfície (os humanos que habitam os arranha-céus). A Torre possui os Mergulhadores, homens e mulheres que arriscam suas vidas para descer na névoa e tentar salvar o que quer que seja necessário para a sobrevivência.

O cenário do livro é bastante original: viver em prédios, condomínios enormes, longe do chão. Existe escassez de comida e produtos e aqueles que moram nos andares inferiores, ou seja, mais próximos da névoa, vivenciam uma situação de extrema pobreza e criminalidade. Acredito que o grande trunfo do livro de Roberta Spindler seja essa distopia tão bem construída, que consegue se explicar sem muitas palavras. O leitor já se sente naquela situação sem que páginas e páginas se passem para explicar a lógica da sociedade.

A Torre Acima do Véu começa com um prólogo extremamente empolgante narrando como a névoa afetou as pessoas anos antes. Essa primeira parte termina num clímax ótimo e fiquei ansiosa para ler o restante do livro, mas tive um banho de água fria quando descobri que as páginas seguintes eram na verdade uma reprodução do conto “A Torre Árabe” (que entrou pro meu Top 5 Melhores Livros Lidos de 2013).

Claro, isso não é problema para quem não leu o conto, mas eu fiquei um pouco frustrada. Talvez porque goste muito, mas muito mesmo daquele conto, e a ambiguidade do final foi tirada. Isso me deixou meio sem chão.

Beca, seu pai e se irmão Edu se vêem numa trama que ameaça a segurança da Torre. Ao resgatar um cubo que aparentemente possui informações preciosas, Beca fica no centro de uma intriga que pode revelar o que há realmente acima e abaixo do véu. A trama segue num rítmo de ação e suspense até o seu final.

O que me incomodou um pouco foi que alguns personagens não foram tão bem desenvolvidos assim. Senti Beca muito perfeitinha e não consegui me relacionar de forma próxima com seu sofrimento. A mesma coisa com Rato, que de personagem ambíguo e cheio de mistérios no conto original, ficou óbvio demais no livro. Eu consegui prever o que ia acontecer com ele antes de acontecer e isso me deixou meio chateada.

No geral, essa é uma distopia nacional muito boa e convido a todos a lerem e tirarem suas próprias conclusões. Roberta Spindler é certamente uma autora proeminente no cenário nacional hoje, principalmente para quem gosta de fantasia e ficção científica. Vale a pena ler! O livro físico não sai por mais de R$29,90 e tem sempre promoções ótimas rolando!

Onde comprar: Livraria Cultura | Saraiva | FNAC | Amazon

Melissa é escritora, blogueira e fica hiperativa com açúcar. Tem contos publicados em antologias das editoras Draco, Buriti e Cata-vento além de trabalhos independentes na Amazon. É autora do livro infantil A Última Tourada.

http://mundomel.com.br

 

5 Responses to “A Torre Acima do Véu”

  1. Oi, Mel.
    Acabei de resenhar o Dia 21 (segundo volume de The 100) e estou num super clima distópico! hehehehe
    Ler a sua resenha me deixou super curiosa sobre esse livro.
    Vou ver se encontro um exemplar!
    beijos
    Camis

    Responder
  2. Eu amei a capa desse livro e a premissa me deixou super curiosa. Eu nunca li nada da autora, mas já ouvi muito falar dela, o livro parece proporcionar um ótimo passatempo. Mel, como sempre, adorei sua resenha e suas críticas.

    Bjs

    Responder
    • Melissa de Sá

      Ju,

      É uma distopia bastante diferente em termos de ambientação: grandes cidades, altos de edifícios. Vale a pena dar uma olhada!

      bjs

      Responder

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>