Inverso

E se existisse um mundo inverso do seu? Um mundo em que você pudesse ser alguém melhor, mais bonito, mais popular. Um mundo em que sua família fosse diferente, seus amigos, seus problemas. Você iria até esse mundo? Pois Megan foi e essa é a história desse Young Adult incrível, Inverso.

Título: Inverso

Autora: Karen Alvares

Ano de publicação: 2015

País de Origem: Brasil

Editora: Draco – 136 páginas

Uma trama densa, com um suspense que te faz ficar na ponta da cadeira, mas que tem seus toques de romance, drama e até comédia. Um livro completo, maduro e recheado de personagens inesquecíveis.

Megan é um adolescente comum: anda de bike, tem lá seus problemas de auto-estima, tem um melhor amigo, alguns problemas de família. A morte de sua mãe deixou marcas profundas na garota que agora tem que lidar com uma nova fase da vida: uma mudança de endereço, um marco simbólico de deixar tudo para trás.

É em meio aos preparativos para essa mudança que Megan encontra um antigo diário de sua mãe. Perturbada, decide escondê-lo. Esconder coisas, aliás, é o que Megan mais começa a fazer. As dores de cabeça estranhas que a atormentam não são mencionadas à família, nem mesmo aquela estranha visão no espelho do quarto de seus pais, o mesmo que seu pai não quer levar na mudança…

No imenso espelho ela vê a si mesma, mas do inverso. Sua imagem é bonita, parecida com sua mãe, do jeito que todo mundo diz que ela deveria ser. Como seria a vida daquele outro lado do espelho?

É o que Megan descobre quando subitamente acorda na pele de Megami, seu outro eu, do lado de . Naquele mundo ao contrário, sua mãe ainda está viva e Megan (ou será Megami?) não é rejeitada pelos colegas na escola. A vida parece perfeita. Ao menos na superfície.

Megami tem problemas familiares sérios: brigas frequentes com a irmã, um confronto sério com sua mãe (que parece guardar um enorme segredo) e um pai ausente. Além disso, Daniel, o melhor amigo de Megan do lado de cá do espelho, é um pária na vida de Megami.

Megan e Megami. Megami e Megan. Duas mentes num mesmo corpo. As duas se enfrentam e Megami deixa claro que permitiu que Megan visse sua vida apenas para uma coisa: para que ela, Megami, pudesse ir para o outro lado. Mas como foi que Megan foi parar lá? Como voltar? Será que ela quer mesmo sua vida de volta?

Inverso envolve e não nos deixa parar de ler. As partes em que Megan e Megami brigam pelo controle daquele corpo são para mim o ponto alto do livro. Aliás, Inverso discute de forma brilhante o que é que nos faz ser quem somos, o que nos motiva, nos orienta, mas também aquilo que mais temos medo.

Eu adoro esse tema dos duplos (ou doppelganger, se quisermos ser técnico) e Inverso traz isso de uma forma nova e revigorante dentro do YA. Para quem não sabe, o duplo é um tema bem recorrente na literatura, mas foi especialmente trabalhado no século XIX por autores de terror/horror. Corria uma ideia na época de que todos teríamos um duplo, nosso outro lado, mais sombrio, mais sinistro, e de que o encontro desses dois lados traria efeitos devastadores. No entanto, não se pode resistir ao seu duplo. Algo nos move sempre em direção a ele. Nossa nêmesis.

Inverso não é terror, mas tem seu quê de tensão. A relação entre Megan e Megami é perturbadora e por mais que tenhamos a visão de que Megami é a “gêmea má”, não conseguimos deixar de entendê-la em algum nível, de sentir pena de sua vida cheia medíocre. Na verdade, não conseguimos deixar de pensar que Megan poderia ter sido Megami caso sua mãe não tivesse morrido. Que Megami poderia ter sido Megan. Afinal, o que realmente nos define?

Quando Megan e Megami fazem um acordo, Inverso caminha para seu final que me deixou com vontade de atirar o livro na parede de tanta curiosidade. Mal posso esperar para ler Reverso, a continuação e volume final dessa história. Porque eu quero saber o que a mãe de Megan escreveu naquele diário! Eu tenho certeza de que não era coisa boa (como Megan começou a suspeitar…).

Mais que recomendado para todos que curtem um bom Young Adult. Ou simplesmente para quem curte uma boa história. Esse livro é Karen Alvares em sua melhor forma.

Adquira já seu exemplar!!!

Livro físico (R$29,90): Paypal | PagSeguro

E-book: (R$15,90): Kobo | Amazon |Cultura | Apple | Saraiva |Travessa | Google

Melissa é escritora, blogueira e fica hiperativa com açúcar. Tem contos publicados em antologias das editoras Draco, Buriti e Cata-vento além de trabalhos independentes na Amazon. É autora do livro infantil A Última Tourada.

http://mundomel.com.br

 

5 Responses to “Inverso”

  1. Mel, a sua resenha foi tão boa, tão instigante, que se eu quase fui lá comprar o livro e depois que me lembrei que eu é que tinha escrito a tal da criança! kkkkkkkk =D
    Nem tem o que falar além de adoreeeeei tudo, tudo, nessa resenha! As suas observações, os seus questionamentos sobre o livro – o fato de que as suas partes preferidas são quando a Megan e a Megami brigam pelo próprio corpo! Adorei saber tudo isso. Ah, e que você quis tacar o livro na parede – mas não podia porque estava lendo digital, né? hahahahaha =)))
    Resenha maravilhosa, é sempre uma honra ver um livro ou um conto meu resenhado por você, Mel. Que além de mestre, é principalmente, uma grande amiga e companheira de aventuras literárias. Esse livro é o que é por sua causa e da Nik também; eu só confio de verdade em um texto meu quando ele passa pela mão de vocês.
    Beijos!!!

    Responder
  2. Já li várias resenhas, a sua foi a que mais gostei. Só falta ler o livro, pois estou deixando o melhor por último, como a sobremesa preferida depois de uma boa refeição.

    Responder
  3. Alessandra

    Caraca, que tensooooo
    Criatura se esse livro for tão sufocante como tu pontuou na tua resenha ele deve ser simplesmente incrível. Vim parar no teu blog por acaso, pelo teu post sobre o preconceito contra os autores nacionais e acabei clicando na aba sobre literatura nacional e o que mais me chamou atenção de cara foi Inverso. E criatura, tô sem grana, mas é só aparecer alguma que corro pra comprar esse livro. Megan e Megami pelo visto são incríveis, quando ler volto aqui pra ti falar o que achei

    Responder

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>