Contos de Meigan: A Fúria dos Cártagos

Já fazia um bom tempo que eu queria ler Contos de Meigan, uma alta fantasia clássica, daquelas de inspiração medieval que nos promete levar para um mundo novo cheio de mistérios e aventuras. Ano passado consegui um exemplar emprestado com a querida Karen Alvares e minha jornada para Meigan começou. Um livro ótimo, mas que às vezes peca pelo excesso. Entenda por que.

Título: Contos de Meigan – A Fúria dos Cártagos

Autoras: Roberta Spindler e Ariana Comesanha

Ano de publicação: 2011

País de origem: Brasil

Editora: Dracaena – 618 páginas

Maya Muskaf é filha da Shyrat de Meigan, a líder mais importante daquela terra. Em conflito com sua mãe e com seu próprio passado, a jovem se exilou na Terra durante três anos. Mas quando começa a sentir sintomas que remetem à misteriosa doença que teve na infância, Maya decide que é hora de voltar. Mas talvez Meigan não seja mais o mesmo lugar que abandonou.

Contos de Meigan: A Fúria dos Cártagos nos apresenta um mundo bastante completo. Nele temos os magis, um povo que controla os elementos, mas não apenas aqueles que conhecemos como água, fogo ou terra. Os magis também podem afetar o tempo, as sombras, a luz. Cada mantar possui uma lógica própria e há todo um significado para cada um deles e suas interações.

O livro já começa nos jogando nessa lógica de mantares com um longo relato sobre a criação de Meigan que nos explica quem são os cártagos do título. Traidores do próprio povo numa guerra passada, eles foram exilados numa dimensão paralela. Para conter essa dimensão, temos os Sete Portões e os Guardiões do Solo Sagrado, local em que nenhum mantar tem poder. Até agora.

Maya volta a Meigan justamente quando os cártagos invadem o Solo Sagrado e destroem tudo. O livro começa nesse ritmo frenético. Conhecemos Maya pelas decisões que ela toma em batalha: ela é impulsiva, intuitiva e teimosa, mas também muito corajosa. Sua vida então é salva por um Guardião. O problema é que Guardiões supostamente não devem falar nem interagir com ninguém, que dirá salvar.

Depois dessa batalha tensa, Contos de Meigan: A Fúria dos Cártagos desacelera. Conflitos políticos de sérias consequências se desenrolam a partir da invasão dos cártagos e Maya tem que decidir se irá fugir de novo ou aceitar seu papel como líder.

Vários personagens complexos, interessantes e muito bem desenvolvidos nos são apresentados então: os perturbados e sombrios Allan, Isabel e Joen, os mestres da escola Anahat, os amigos de Maya, o guardião em conflito Seth e, claro, o sábio Keyth.

Keyth é, pra mim, o melhor personagem do livro inteiro. Ele é o velho mago louco das histórias de fantasia, mas conta piadas horríveis. Não tem como não gostar de Keyth e querer saber qual é o grande segredo que ele parece guardar. Keyth mora no meu coração. rs

O inesperado acontece em Contos de Meigan: A Fúria dos Cártagos e eu fui pega no susto várias vezes. O mundo criado pelas autoras é completo e instigante e, apesar do livro entrar num ritmo mais lento após os dois primeiros capítulos, a trama segura o leitor, nos deixando com aquela vontade gostosa de querer chegar logo no final.

Mas lembra que eu disse que às vezes o livro peca pelo excesso? Pois bem. Contos de Meigan: A Fúria dos Cártagos tem 618 páginas, mas poderia ter sido reduzido. Algumas cenas não precisavam estar lá, não acrescentam nada à trama ou aos personagens. Alguns capítulos são muito longos enquanto outros não têm mais que uma página. Faltou uma mão de editor para deixar o volume mais redondo. Mas esse é o primeiro livro de Roberta Spindler e Oriana Comesanha, então imagino que nos próximos isso possa ser facilmente corrigido.

Eu disse próximos porque Contos de Meigan é uma série. Esse primeiro volume termina com um claro apelo à continuação que eu vou esperar pra ler, com certeza. Recomendo muito essa história para todos que curtem uma alta fantasia de qualidade. Vocês não vão se arrepender.

Melissa é escritora, blogueira e fica hiperativa com açúcar. Tem contos publicados em antologias das editoras Draco, Buriti e Cata-vento além de trabalhos independentes na Amazon. É autora do livro infantil A Última Tourada.

http://mundomel.com.br

 

One Response to “Contos de Meigan: A Fúria dos Cártagos”

Leave a Reply

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>