Tag Archives: margaret atwood

MaddAddam

Vocês devem se lembrar dos meus comentários sobre as distopias Oryx e Crake e O Ano do Dilúvio, da sensacional Margaret Atwood. Pois bem, MaddAddam é o volume final dessa trilogia que nos mostra um mundo destruído pelas grandes corporações e pela ciência sem ética. Título: MaddAddam Título original: MaddAddam Autor: Margaret Atwood Ano de publicação: 2011 País de origem: Canadá Editora: Nan A. Talese – 416 páginas

Leia mais


O Conto da Aia [The Handmaid’s Tale]

Imagine que você, uma mulher, vai fazer uma compra no supermercado e descobre que seu cartão está inoperante. Mas não só isso: sua conta no banco não existe mais. Você não tem mais emprego. Nem seu registro de dona de um carro ou apartamento. Todos eles foram passados para seu pai ou seu marido. O que você vai fazer? É isso que acontece em

Leia mais


Ficção especulativa e pós-apocalipse: um pouquinho sobre Oryx and Crake e The Year of the Flood

Eu voltei! A dissertação está escrita e agora posso voltar com as atividades do blog sem medo de ser feliz. Mas antes que eu comece com as resenhas e as novidades (siiiiim, teremos novidades em breve), eu não poderia deixar de falar dos livros que me acompanharam durante essa empreitada mestradosística: Oryx and Crake e The Year of the Flood. Sim, eu fiz um mestrado

Leia mais


O Ano do Dilúvio [The Year of the Flood]

Título em português: O Ano do Dilúvio Título Original: The Year of the Flood Autor: Margaret Atwood Ano de publicação: 2009 País de Origem: Canadá Editora: M&S (Rocco, no Brasil) Número de páginas: 434 O Ano do Dilúvio é uma espécie de paralelo de Oryx e Crake (clique aqui para ler a resenha desse livro). Temos a mesma trama, os mesmos personagens, mas o foco é invertido. Ao invés do desesperado

Leia mais


Oryx e Crake [Oryx and Crake]

Título em português: Oryx e Crake Título Original: Oryx and Crake Autor: Margaret Atwood Ano de publicação: 2003 País de Origem: Canadá Editora: M&S (Rocco, no Brasil) Número de páginas: 435 Oryx and Crake é definitivamente um dos meus livros favoritos e um dos casos geniais em que literatura pós-moderna conta uma história de tirar o fôlego! O livro conta a história de Jimmy, o último ser humano do planeta.

Leia mais


%d blogueiros gostam disto: